Pro.Benfica

Segunda-feira, 29 Maio, 2017

Ai ai ai, lá vem a «silly season»

Filed under: Transferências — pro.benfica @ 4:55

A questão de momento (ainda nem sequer terminaram as celebrações do tetra e da Taça) é quem são os nossos atletas que vão sair.

Ederson parece ser um caso perdido. E o moço vai fazer muita falta. É verdade que comete ainda alguns erros (quem não os comete?), mas o rapaz era segurança lá atrás. E não nos podemos dar ao luxo de robertadas ou arturadas, com todo o respeito pelos atletas, que fizeram o melhor que puderam e souberam para engrandecer o clube. Júlio César já não é solução de continuidade e, pelas suas declarações de ontem, parece que também irá embora. E o Paulo Lopes é ótimo para subir às balizas e deixar cair taças, mas… fiquemo-nos por aí.

Nelson Semedo também parece ser cobiçado. Há o Pereira resgatado aos italianos, mas, pelo que se viu no Bessa, não está à altura do nosso homem do lado direito da defesa. É ir ao Porto recuperar o Máxi… Até nisto o corrupto do Norte está decadente: antes, eram Jardéis, Falcões e Rodriguezes; agora são minis em tudo.

Lindelof é outro que tal. Embora o moço seja certinho e tenha feito duas extraordinárias temporadas, há lá quem o substitua. Este ano não houve Jardel, perdido num labirinto interminável de lesões, mas o homem não deve ter desaprendido de jogar. E depois há o rapaz dos balcãs.

Jonas já não vai para novo, mas ainda é uma delícia de ver jogar. Este ano foi outra vítima das lesões, porém regressou bem a tempo de ser influente como sempre. Ainda que fique, há que começar a preparar a sua partida, já que ninguém é eterno.

E pronto, é isto. Os restantes, mais ou menos sonantes, são substituíveis e há dentro do grupo quem assuma o lugar. Os restantes, exceto… Pizzi. É verdade: embirro ferozmente com o rapaz, que não me parece ter a qualidade suficiente para o nível do Benfica e tem o péssimo hábito de oferecer oportunidades / golos aos adversários jogo sim, jogo sim. Mas a verdade é que a bola passa sistematicamente por ele e não há ninguém que o substitua. O rapaz Horta começou razoavelmente a temporada, mas desapareceu e parece estar bem longe ainda de se assumir como solução. Há alguns miúdos na B e juniores, mas são isso mesmo: miúdos.

Seja como for, tudo isto é para se ver nos próximos três meses. Por enquanto ainda é hora de celebrar mais uma época de conquistas atrás de conquistas.

Em agosto, há supertaça. Mais um?

Anúncios

Segunda-feira, 8 Fevereiro, 2016

Vieira até a cal que marca o relvado tinha vendido

Filed under: Benfica, Gaitán, Luís Filipe Vieira, Transferências, Uncategorized — pro.benfica @ 23:44

Saiu hoje a notícia de que o Benfica teve acordo firmado com um clube árabe para a venda de Gaitán por 35 milhões de euros no verão passado.

O argentino é que recusou.

Fica-se, assim, com a certeza de que, de tivesse podido, Vieira tinha vendido tudo o que mexesse (e alguns inertes) no Benfica: Lima (foi), Gaitán, Jonas, Jardel, Lisandro Lopez, Salvio…

Claramente, esta época era para não ganhar nada e para aguentar um provável terceiro lugar. No entanto, alguns dos jogadores não quiseram sair. E, subitamente, a 8 de fevereiro, a equipa está em primeiro lugar da liga.

Porém, tenhamos uma certeza: não é pela visão de Vieira.

Quarta-feira, 15 Julho, 2015

Enoh e a cláusula flutuante

Filed under: Bruno de Carvalho, Sporting, Transferências — pro.benfica @ 0:12

No Benfica, parece ter-se estabelecido a fasquia dos 15 milhões como valor das cláusulas de transferências para jovens saídos da formação.

O Sporting, capitaneado pelo almirante Bruno de Carvalho, não é um clube cá de tibiezas ou meias tintas e, se é pata haver cláusulas, sejamos otimistas e arrojados: ou 45 ou 60 milhões. Nem mais nem menos. E é tudo varrido assim.

Já se referiu aqui que João Pereira, não vá o Barcelona perder-se novamente de amores pelo rapaz, tem uma (cláusula, subentenda-se…) de 45 milhões. Bryan Ruiz, porque é dois anos mais novo, assinou com uma de 60 milhões.

Lewis Enoh, (mais) uma estrela (cadente) da Academia leonina, tinha, como não poderia deixar de ser, posto a sua assinatura num papel que rezava que só abandonaria o reino do clube a troco de 60 milhões. Pois bem, parece que o rapaz acabou de sair mesmo por… 350 mil euros.

Domingo, 12 Julho, 2015

Vendas do defeso

Filed under: Transferências — pro.benfica @ 3:11

. Funes Mori – 4 milhões

. Sulejmani – 3 milhões

. Ivan Cavaleiro – 15 milhões

. Loris Benito – 3 milhões

Sexta-feira, 10 Julho, 2015

Mais um milagre de Vieira

Filed under: Luís Filipe Vieira, Transferências — pro.benfica @ 4:19

O Mónaco contratou Ivan Cavaleiro por 15 milhões.

Entretanto o mesmo Mónaco vendeu Ferreira Carrasco, jogador muito superior ao nosso Ivan, por 11 milhões ao Atletico de Madrid.

Faz sentido, não faz? Ora, se faz!

Mais Transferências

Filed under: Televisão, Transferências — pro.benfica @ 3:46

Há um programa diário na TVI24 que se dedica a comentar, a antecipar, a… sei lá, sobre transferências.

O inefável Sousa Martins (como é que este sujeito conseguiu chegar onde chegou é, para mim, um mistério maior do que o do desaparecimento do avião das linhas malaias…) dialoga sobre a matéria com Rui Veste Sempre de Preto, Pedro Sousa e José Manuel Freitas.

É verdade que a rapaziada vai tendo fontes e vai acertando aqui e ali em várias contratações. Mas não são as suas capacidades divinatórias que me trouxeram até este teclado, antes as apreciações que tecem sobre os contratados por Benfica, Sporting e Porto. Porquê?

Bem, porque tudo o que Sporting e Porto contratam é ouro, platina, enquanto o que o Benfica contratou é… lixo, problemático, pouco profissional, etc., etc., etc.

Eu não sei se os dois marroquinos são bons ou maus, diabo!, eu nem sequer sei se são marroquinos ou não! Mas o Téo Gutierrez é assim tão bom, tão bom, tão bom, que tem de estar à espera que o Sporting pague 3 milhões de euros para o contratar? Uma pechincha destas, ao preço da uva mijona, com a qualidade propalada por Pedro Sousa escapa aos olheiros dos grandes colossos europeus? E Bryan Ruiz? E Casillas (se vier, pois parece que a coisa se complicou nas últimas horas)? Helton, ainda que mais velho, é muiiiiiiiiiiiiito melhor ainda do que o coveiro do Real Madrid nas 3 / 4 últimas épocas. Para os pategos do Mais Transferências, esta malta é toda excecional, a última coca-cola do deserto.

Por contraponto, está quase a fazer um ano, o Benfica contratara um desempregado, um escorraçado do Valência, o «pior avançado do mundo». Sim, esse mesmo, o que acabou de se sagrar MVP da liga portuguesa. Sim, esse mesmo, o que não foi coroado melhor marcador da 1.ª liga porque um palhaço de um árbitro (sem ofensa aos profissionais circenses) lhe invalidou um golo limpíssimo no derradeiro jogo do campeonato. Sim, esse mesmo: Jonas!

Terça-feira, 2 Setembro, 2014

Última hora: o novo matador do Benfica é Zé

Filed under: Benfica, Transferências — pro.benfica @ 1:12

… Ninguém.

Quarta-feira, 20 Agosto, 2014

O negócio Rojo «Roxo»

Filed under: Sporting, Transferências — pro.benfica @ 4:04
  1. Tendo presente aquilo que se sabe acerca da transferência de Rojo para o Manchester United (20 milhões + empréstimo de Nani por uma época, com os salários assumidos integralmente pelos ingleses), é de tirar o chapéu e fazer uma vénia a Bruno de Carvalho. Claro que há o problema com o fundo e tal, que só será resolvido daqui a uns largos anos pelos tribunais, mas que terá reflexos no processo de contratação de jogadores pelo Sporting (boas e / ou más).
  2. Por outro lado, além da questão financeira, é uma mensagem que vai direitinha para o balneário leonino como uma bala. Ou seja, 2 a 0 para o presidente dos leões.
  3. E este não é o primeiro caso de «sucesso» de BdC em matérias de meninos que não gostam de respeitar contratos e querem sair de todo o jeito e feitio.
  4. A propósito de respeitar contratos, o universo leonino delira com a atitude de rasgar diversas alíneas do contrato que o Sporting tinha com o fundo de jogadores que detinha a «coisa» do Rojo. Da minha parte, acho uma canalhice e falta de honestidade. Tal como ninguém obrigou o futebolista a assinar o contrato, o mesmo sucedeu com a direção anterior do Sporting. As pessoas honradas, íntegras e honestas respeitam os acordos que fazem. Se fogem e de forma ardilosa, são uns crápulas, uns azevedos deste mundo.
  5. Relativamente a Nani enquanto pontapeador da bola, despertou uma loucura entre a falange verde e branca. É natural: é uma espécie de filho pródigo que regressa, tem talento, etc. e tal. Mas será que os adeptos leoninos também celebrarão, neste regresso, o falhanço de um filho da melhor academia de formação de futebolistas do mundo? Sim, porque o percurso de Nani no MU está muito longe de ser um sucesso. Fez uns jogos, marcou uns golitos, ostenta uns troféus… mas essencialmente ganhos pelos companheiros. Como é evidente, Nani não foi Cristiano Ronaldo II e ninguém terá saudades dele na cidade inglesa.
  6. Por último, o MU vai levar outro barrete com Rojo, ou Roxo, a cor fúnebre. Há imensos centrais muito superiores ao argentino. Garay, por exemplo, é muito melhor, mais experiente e bem mais barato. Mas também é bem feito para este último: preferiu enterrar-se na Rússia, esse supercampeonato, do que prosseguir no SLB. Gostos…
  7. Enquanto isso, no SLB, chegou Júlio César para a baliza, com 35 anos. Já no que diz respeito a ponta-de-lança, médio defensivo e tal… zeeeeeeeeeeeeeeero. Além disso, é quase certo que Enzo também vai para o Valência. Seja. Também já estamos tão habituados a não contemplar um bicampeonato que a malta assobia e vai «acarditando».

Quarta-feira, 16 Julho, 2014

A rescisão de Jorge Jesus

Filed under: Benfica, Jorge Jesus, Plantel, Transferências — pro.benfica @ 20:37

Jorge Jesus tem mais do que justa causa para rescindir o contrato que o liga ao Benfica.

Ter de levar com as saídas de Oblak, Garay, Siqueira, Markovic, Rodrigo (e o que mais ainda estará para vir), ao preço da uva mijona nalguns casos, é mais do que suficiente para bazar.

Mas o mais extraordinário é o silêncio da direção benfiquista, a mesma que afiançou, há um par de meses, que o SLB não necessitava de vender passes de jogadores para equilibrar as finanças.

Terça-feira, 4 Setembro, 2012

Ideias soltas sobre Javi Garcia e Witsel

Filed under: Transferências — pro.benfica @ 3:30
  1. Crime capital 1: a direção do Benfica não acautelou a iminência da saída de Witsel e a disponibilidade de venda do passe de Javi Garcia.
  2. Crime capital 2: a direção do Benfica vendeu o passe de Witsel porque quis, pois a data de validade da cláusula de transferência já tinha expirado às 23 horas e 59 minutos de sexta-feira.
  3. O Benfica, ao perder Witsel, perdeu o seu equilibrador, o que marcava os ritmos, temporizava o jogo da equipa, eminentemente ofensiva e em permanentes desequilíbrios defensivos por causa dessa ofensividade. Numa equipa onde 5 defendem e 5 atacam, Witsel era o pêndulo dessa equipa partida em duas.
  4. Os desequilíbrios na construção do atual plantel benfiquista são tão evidentes que até um cego como eu os consegue vislumbrar: quase uma dezena de extremos, meia dúzia de avançados, ausência de defesa esquerdo, ausência de alternativa ao defesa direito, ausência de um defesa central de qualidade para cobrir as ausências de Luisão e Garay; não acautelamento de uma possível vendas das peças-chave do meio campo.
  5. Javi Garcia funcionava muitas vezes como terceiro central, permitindo assim a subida dos dois laterais, como JJ tanto gosta. Matic, no domingo, na segunda parte, mostrou poder fazê-lo em parte, contra o Nacional da Madeira. Falta-lhe, porém, a agressividade, o poder de choque, a capacidade aérea – defensiva e ofensiva – de Garcia. E aí o Benfica vai perder o que eventualmente ganha em toque de bola com Matic a titular.
  6. O atual meio campo da equipa resume-se a Matic, Martins, Aimar, André Gomes e André Almeida. Susto!!!
  7. Na eventualidade de uma lesão ou de um castigo de Matic, quem é o seu substituto na equipa? Isto promete…
Older Posts »

Site no WordPress.com.