Pro.Benfica

Segunda-feira, 31 Agosto, 2015

El final del verano

Filed under: Balanço, Futsal, Generalidades — pro.benfica @ 14:29
  1. Último dia de férias. Sol quentíssimo, água fresquinha, como convém para temperar o corpo.
  2. O Benfica venceu o Moreirense num jogo eletrizante, com uma vitória merecida e obtida «in extremis». O segundo golo do Moreirense foi obtido em claríssimo fora de jogo, mas essa é só uma estratégia global de ataque a Rui Vitória. Daí que se diga, à boca cheia, que o bandeirinha que não viu a irregularidade é apenas mais um adepto benfiquista que não vê futuro com Vitória aos comandos e assim procurou contribuir para o seu afastamento.
  3. A curiosidade disto tudo é que, a ser assim, o árbitro do Arouca – Benfica também deve ser muiiiiiiiiiiiiito benfiquista e deseja ainda mais ver o nosso Rui pelas costas.
  4. O Sporting ganhou em Coimbra, Jesus foi expulso, houve três penalties, dois para os de Alvalade. No final disto tudo, saiu a choradela habitual dos verde-e-brancos. Bem que notei, este ano, o acréscimo de salinidade nas águas atlânticas. O sr. Monteiro, guarda-rios, assinalou bem cedo hoje de manhã o surgimento súbito e inexplicável (para ele) da salinidade nas águas que viram morrer Inês de Castro.
  5. Lopetegui afirmou que o Porto marcou 3 golos, porém só contaram dois. Pelo contrário, o Moreirense só marcou um (legal) e contaram dois. São as curiosidades do mundo da bola.
  6. Sobre o ex-motorista de Vieira que foi preso com quase dez quilos de cocaína… dizer o quê? Com tanto colombiano que o homem recebeu no seu gabinete na Luz, entrado pela porta principal, como é que perdemos Falcão, James e companhia?
  7. Daqui a umas horas fecha o mercado de transferências. Parece que o máximo a que aspiramos é Siqueira. O que quer dizer que vamos continuar a depender de Nelson Semedo, Pizzi, Vitor Andrade, Mitroglu… Calma, minha gente, que o Natal ainda vem longe. Há muito que sofrer até lá.
  8. No futsal, lá vencemos a sétima supertaça. Estou cansado disto nas modalidades: vencer, vencer, vencer e vencer títulos e mais títulos. Por isso é que adoro o andebol.
Anúncios

Domingo, 2 Agosto, 2015

Carta aberta ao nosso único leitor

Filed under: É só rir, Comentários, Generalidades — pro.benfica @ 23:20

Caro Jo,

Queira, antes de mais, agradecer-lhe, genuinamente, ser o único leitor deste espaço.

Em segundo lugar, dizer-lhe que não sou pago por ninguém para escrever estas inanidades. Não conheço, pessoalmente, ninguém no Benfica, vivo a cinco horas de distância da capital e jamais me passaria pela cabeça escrever, pago por quem quer que fosse, para atacar o clube de que sou sócio e pelo qual pulo e esmurro o sofá com assinalável assiduidade. Ainda assim, agradeço a consideração irónica de que teria capacidade para influenciar o que quer que fosse ou quem quer que fosse no que ao Benfica diz respeito. Sou apenas um sujeito que escrevinha umas coisas que brotam da sua paupérrima cabeça sobre o que lhe apetece.

Em terceiro lugar, não tenho como objetivo atacar ou defender o Benfiva, o Sporting, o Porto ou quem quer que seja. Sou, digamos, pessimista, pelo que vejo sempre o copo meio vazio. Além disso, quando gosto, digo-o sem entraves, e, quando não gosto, afirmo-o sem peias.

Verá que, durante o ano, raramente escrevo o que seja por manifesta falta de tempo. Agora, de férias, com mais disponibilidade, infelizmente pego na pena e atento contra a inteligência comum.

Em quinto lugar, o título do blogue saiu-me depois de constatar que a blogosfera «desportiva» se pauta pelo ataque descabelado, pela agressão e violência verbais, pelo ódio absoluto ao adepto de outra cor que não a «minha». Quer ver? Como entender que um blogue sportinguista censure qualquer comentário vermelho ou azul «normal» e ostente, com orgulho, comentários em que seres tristes e insignificantes desejam a morte aos adeptos adversários? Foi por isso que o prefixo «pro» foi adotado no título.

Em sexto lugar, não tenha dúvidas: quero que o Benfica ganhe SEMPRE. E, nestes dois anos, ganhámos que nos fartámos em todas as modalidades (exceto o andebol). E é isso que quero que continue, mesmo sabendo que tal não é possível, nem provavelmente saudável, até porque o desporto faz-se de vitórias e derrotas. E só se saboreia o doctravo da vitória após uma derrota, embora ganhar saiba sempre a mel. Por exemplo, a cada vitória na era da saga de Carlos Lisboa e companhia correspondia uma euforia maior do que na vitória anterior. E como doeu quando finalmente o seu tempo dourado finalizou, ainda por cima aos pés do Porto! É por esse desejo de vitória, portanto, e por entender que este caminho não nos levará até esse porto que tenho escrito da forma que vitupera. Porém, como sempre digo, não percebo puto de bola, logo…

Por último, viva o Benfica!

E note que, quando ganharmos, cá estarei aos pinotes, todo eufórico!

Quinta-feira, 30 Julho, 2015

A eleição de Pedro Proença para a presidência da LigaDevo

Filed under: Generalidades — pro.benfica @ 2:55

A eleição só veio demonstrar como, mudando ou não os protagonistas, o futebol português continua a ser algo cozinhado nas sombras e uma coisa mesquinha e o oposto da transparência.

Nenhum daqueles presidentes (da I e da II ligas) estão ali para melhorarem o futebol português. Todos querem os cordelinhos do poder para condicionar, para mandar, para os seus clubes ganharem. O resto são palavras hipócritas.

O universo portista está calado e tranquilo para o que é habitual.

Já o universo sportinguista delira com mais este triunfo do seu presidente e, sobretudo, com a derrota do Benfica, afinal o principal motivo de regozijo de alguns (muitos) adeptos verde e brancos.

Proença chegou há uma semana e sete dias deram para vencer Luís Duque, o mesmo que há um mês foi considerado o salvador da Liga de Clubes e recebeu o apoio da maioria dos clubes, nomeadamente da II Liga.

O próximo a cair será Vítor Pereira, o nomeador dos árbitros.

As redes sociais continuam uma guerra.

E tudo isto porque se considera que os títulos do Benfica se devem ao controlo total das estruturas da Liga e da Federação. Jorge Jesus, assim sendo, só foi campeão graças a manigâncias, a trabalho de bastidores. Daí que não percebo a euforia transbordante pela zona do Alvalade XXI. Afinal, o sujeito não teve nada a ver com tanto triunfo!

E, no fundo, tudo isto se resume a quem for mais competente dentro das quatro linhas, como, aliás, a época recentemente finda o provou: o Sporting teve tudo na sua mão para reentrar na luta pelo título, mas foi incapaz de cobrir Jardel; o Porto teve tudo para passar para a frente do campeonato e foi incapaz, absolutamente, de o concretizar.

E é isto. Daí que a minha «azia» (vá lá, façamos a vontade aos blogues sportinguistas!) não provenha da chegada de Proença, ou da saída de Vítor Pereira, ou da regeneração do futebol português sob a égide de Pinto da Costa e Bruno de Carvalho (pausa para esboçar um esgar à laia de sorriso), mas APENAS da constatação que Rui Vitória, pelo que (não) mostrou até agora é um erro brutal de ‘casting’ e de fezada de um ignorante em matéria da bola (já somos dois!) e de que o grupo de jogadores do Benfica é, globalmente, fraco: defesas direito e esquerdo, Pizzis, Taliscas, etc., etc. Tivessem Vieira e Vitória montado um plantel consentâneo com o objetivo do tri e defecaríamos em cima de Proenças, blogues, carvalhos, freixos e demais ervas daninhas.

Quarta-feira, 22 Julho, 2015

A arte de bem falar português

Filed under: Benfica, Generalidades, Jorge Jesus — pro.benfica @ 3:28

Isto de falar e escrever em português razoável (chamemos-lhe assim) não é para todos.

Samaris deu uma entrevista por estes dias. E não é que o homem põe Jorge Jesus a um canto na arte da oratória da língua de Camões?

É verdade que Samaris aprendeu muito com o ex-treinador em matéria do pontapé na bola. Não poderia Jorge Judas ter devolvido a «simpatia« e melhorado o seu «pretuguês» com o futebolista grego?

Ai, Jesus!

Sexta-feira, 12 Outubro, 2012

Amanhã joga o rebanho de ovelhas do Cristiano Ronaldo

Filed under: Generalidades — pro.benfica @ 0:01
  • Paulo Bento afirmou que votou em Ronaldo para futebolista de 2012 por o considerar, MESMO, o melhor do mundo. Mas logo a seguir desatou a barafustar por os selecionadores serem obrigados a votar na «coisa». Hum! Pensará ele mesmo o que lhe saiu da boca? Ou votou porque, afinal, é selecionador do tipo e, obviamente, não tinha outra opção se não aquela?
  • Rodrigo marcou 4 golos aos sub-21 da Dinamarca. Está ali uma mina de ouro!
  • O governo vai roubar à farta os trabalhadores, aqueles que diariamente se levantam e vão mesmo trabalhar. Cada vez mais fazer meia dúzia de filhos e pedir o RSI é que está a dar.
  • José Eduardo Moniz vai fazer parte da lista de Filipe Vieira às eleições do Benfica. Não sei o que pense nem o que diga. Tendo em conta que a concorrência ao Orelhas é o juiz Rangel… enfim, serão mais três anos do mesmo. Será que o outro tinha razão? P’ra melhor está bem, está bem; p’ra pior já basta assim.
  • A seleção lá está na Rússia para jogar, amanhã, com a seleção do país de Putin. Francamente, uma derrota vinha mesmo a calhar, para acalmar o desmedido entusiasmo nacional com a «equipa de todos nós».
  • O empresário de João Moutinho veio dizer que o que ele quer mesmo é ir jogar para o Barcelona. Eu também queria, mas há falta de talento. Digo eu…
  • O Ibrahimovic veio dizer que Balotelli é trampa e que, por isso, está bem para o Barcelona, uma equipa de trampa. O que vale é que o sueco, que, lembre-se, passou pela cidade condal sem honra nem glória, tem uma carreira cheia de títulos que ofuscam o percurso de Guardiola, Messi, Xavi, Iniesta, Puyol, Valdés (sim, até este!!!), Pedro, Busquets… Enfim, um bando de falhados, comparado com o ponta-de-lança do país das louras.
  • O Sporting ainda não tem treinador. A bem dizer, a situação vem desde o tempo em que Domingos foi corrido. Por outro lado, gera-se aqui uma situação notável: o clube de Alvalade vai estar a pagar, em simultâneo, o salário a três treinadores: Domingos, Sá Pinto e… o novo, que deve chegar no início da próxima semana. Chama-se a isto uma EXCELENTE GESTÃO. Godinho Lopes em todo o seu esplendor.
  • Pelo meio, os adeptos leoninos esvaziaram o seu balão anual bem mais cedo este ano. Ele deve voltar a encher se e/ou quando vencerem o Benfica (sempre um pico da temporada verde-e-branca) ou com uma possível boa carreira na Liga Europa, na Taça de Portugal e na Taça da Liga. Portanto, nada de desanimar que ainda há muito título para o Sporting desiludi… perdão, tentar vencer.
  • No Dragão, os sportinguistas perderam por dois a zero num jogo abaixo de fraco, mas onde tiveram uma oportunidade de golo, remataram um par de vezes à baliza, Wolks… qualquer coisa comprovou ser um ponta-de-lança de estaleca, e foram roubadíssimos pelo sr. árbitro, com aqueles dois penalties à Porto. Entrementes, Rojo, aquele jogador que deixou os adeptos à beira da loucura por o Sporting o ter roubado ao Benfica (por mais 500 mil euros do que Vieira queria pagar pelo argentino),  conseguiu fazer-se expulsar, muito justamente, em dois minutos.
  • Na Luz, o SLB venceu o Beira-Mar por 2 a 1, com uma exibição fraquinha, com um frango de Artur e Maxi Pereira a marcar o golo do empate num pontapé de bicicleta em plena grande área aveirense. O mais divertido foi a conferência de imprensa de Ulisses Morais, que atribuiu a derrota da sua equipa a cansaço psicológico… pressupõe-se que motivada pelas decisões arbitrais. Quando instado a clarificar a algaraviada, afirmou que não podia, que estava impedido… provavelmente pela avó, que já não suporta ouvi-lo a produzir mais disparates. Ainda virá o dia em que o dito Ulisses seja derrotado pelo Benfica e reconheça a justeza da vitória encarnada. Não percamos a esperança portanto.
  • Em Barcelona, Messi e Ronaldo empataram a dois golos. O português quis imitar Maxi e tentou um remate de bicicleta, só que tentou pedalar um metro mais alto do que o uruguaio e, como Deus castiga os invejosos, o madeirense deu um tombo monumental (não acertou na bola) e magoou o ombro, pelo que não se sabe ainda se amanhã vai jogar. Quando ao mais, parece-me que este Barça não está em grande momento de forma e que sente a falta de Guardiola… ou o cansaço de muitos anos a jogar naquele modelo e a ganhar muito. Pepe esteve um bocadinho melhor, mas mesmo assim lá levou o amarelo da ordem. No final, veio acusar Iniesta de fazer teatro. Enfim, como diz o povo, só um bom ator para reconhecer o talento de outro.
  • A sr.ª Lagarde, a diretora do FMI, veio confessar que a instituição a que preside fez mal as contas. Assim, a austeridade, em vez de roubar 50 cêntimos em cada euro produzido pelos países alvo de «resgate», afinal rouba 90 cêntimos. E vá lá que estamos a falar de génios da finança e da economia. O que seria se, em vez desses génios, lá estivesse eu a tentar gerir a coisa com bom senso e equilíbrio. Ui! Sei lá, estaríamos quase todos em recessão. Deus nos livre de tal…
  • A «Casa dos Segredos III» (sim, eu sei… mas tem de ser, pois um gajo não pode viver desligado dos fenómenos do seu tempo) vai de vento em popa, com as vacas do costume e os «piercings», tatuagens e músculos em abundância. O favorito parece ser um tipo chamado Nuno que foi abandonado pela mãe aos 12 anos e que se destaca por trazer uma argola em cada orelha e um par de tatuagens… e gostar de dar nas vistas. Deve ser família do Ronaldo. Outra entrou numa depressão porque não recebeu um só voto na eleição, feita pelos rapazes da casa, para a vaca mais «sexy» do estábulo.
  • Entretanto, parece que já houve ação debaixo dos lençóis e mais se prepara. De certeza, já houve o habitual desfilar de estupidez e ignorância, com mais um desfile de pérolas culturais e afins. E o país, como se não houvesse mais nada para discutir, entretém-se com este bando de éguas e cavalos… ou será que os animais estão do lado de fora da cerca? Teresa Guilherme continua igual a si própria, com aquele cabelão amarelo, a manifestar a sua preferência por porta-aviões em vez de barquitos. Pelo que se sabe, muitas vezes tem de se contentar com um remo podre…
  • O Zé Maria desta edição é um tal de Hélio, um apalermado que ganhou notoriedade na Internet com um vídeo em que apareceu a deslizar num skate por um estrada e a enfiar-se pela berma a alta velocidade. Pelas suas intervenções na «casa», a queda deve ter-lhe afetado profundamente o discernimento… Vai daí, talvez não. Quem faz uma palermada daquelas para ser famoso já não devia bater bem.
  • Enfim… amanhã joga Ronaldo e a sua corte…

Sábado, 10 Dezembro, 2011

Novamente na Flor do Atlântico

Filed under: Benfica, Generalidades — pro.benfica @ 16:44

Amanhã, o Glórias volta à Madeira, sem Luisão e Gaitán.

Independentemente das ausências, é imperioso ganhar e, de preferência, por mais do que um golo, até porque os maritimistas, independentemente do lugar que ocupam na tabela classificativa, têm uma equipa medianazinha.

Aliás, o SLB só não os eliminou da Taça porque foi lá jogar de forma lenta, pachorrenta, quase desinteressada, como se os jogadores estivessem a fazer um frete, à semelhança do que tem vindo a acontecer pelo menos desde Aveiro. Atrevo-me mesmo a dizer que, não estivesse na baliza um guarda-redes a sério, e o clube estaria agora a par com o mesmo Marítimo na classificação.

E o treinador, em lugar de vomitar arrogância, deveria era pôr a malta a jogar bem e com velocidade, que é o que não se tem visto. Mas, como se vai ganhando, a generalidade da malta está toda contente e até barafusta quando alguém diz algo que saia do alinhamento do apoio ao clube, ao treinador, aos jogadores e à direção.

Nesta altura, já alguém deveria ter posto o dedo na ferida e dizer algo muito simples: das quatro competições que estão ao alcance do Benfica, duas já foram ao ar e uma, a Taça da Liga, está associada a um caminho bem espinhoso até à final.

Para concluir, repito que continuo a não gostar da forma como a equipa joga e que, a prosseguir nesta senda, mais tarde ou mais cedo teremos novas surpresas desagradáveis.

Domingo, 18 Setembro, 2011

Dependências

Filed under: Generalidades — pro.benfica @ 23:55

Há grandes equipas e grandes jogadores e mais não sei o quê, mas há aqueles tipos estratosféricos em torno dos quais giram as agremiações em que realizam os seus talentos.

Porto sem Hulk é o que se vê: muito mais difícil a tarefa de vencer.

Real Madrid sem CR7 em condições… foi o que se viu.

Barcelona sem Messi não é, claro, a mesma coisa.

Do outro lado, há, de facto, as equipas enquanto estrelas da companhia: foi assim, por exemplo, com o Inter de Mourinho. Havia estrelas (Snejder, Eto), mas o fulcro era a equipa. O Barcelona, apesar de Messi, funciona também nestes moldes. O MU idem.

O nosso Glorioso matou a besta negra da Académica e despachou-a por 4 a 1, embora a coisa só ficasse confirmada na parte final.

Artur – Muito bem em todo o jogo, mas aquele golo cheirou-me a «franguito».

Maxi – Este tipo é um poço inesgotável de força, determinação e garra.

Luisão – Nos trintas, está a jogar como nunca, além de ser o comandante, em campo, do navio.

Garay – Muito mais discreto do que o companheiro do centro da defesa, procura ser eficaz, num contraste com o seu antecessor, David Luiz, muito mais expansivo e atrevido, mas também cometendo erros que, frequentemente, penalizaram a equipa.

Emerson – Ainda não consigo ter uma opinião fixa sobre o nosso lateral esquerdo. Joga bem e certinho, embora por vezes dê barraca e se mostre perdido em campo.

Matic – Não faz esquecer Javi. Em termos de passe, errou que se fartou, sobretudo nos últimos 20 ou 30 minutos.

Nolito – Correu, fintou e marcou dois golos fantásticos. Então o primeiro… Uau! Gosta muito da bola e por isso perde-se em fintas.

Bruno César – Para mim, o melhor em campo. Marcou o primeiro golo, fez passes a grandes distâncias e mostrou que… consegue ser bem rápido.

Saviola – O pior em campo do SLB: sem chama, sem rasgos, lento, triste… acabou assobiado pelo público, uma tendência triste que começa a imperar na Catedral. Depois das pazes feitas com Cardozo, a vítima parece agora ser o argentino.

Cardozo – Jogo esforçado mas apagado.

Aimar – Entro e teve tempo para passes só ao seu alcance e para apontar o golo do sossego.

Gaitan – Entrou e fez o cruzamento para o golo de Aimar.

Rodrigo – Entrou a sete minutos do fim e… claro, não teve tempo para nada.

Quinta-feira, 9 Junho, 2011

Dias de doidos

Filed under: Benfica, Generalidades — pro.benfica @ 20:10

          O caso Coentrão… É verdade que tudo está acordado desde o Outono de 2010? Se sim, a direcção do SLB não está a ser séria. Independentemente disso, o louro oxigenado mostra que continua a ter correntes de ar fortíssimas na zona da área encefálica e que todas as juras de amor ao SLB são uma treta. Que ele queira partir para Madrid compreende-se; a forma como se está a comportar e o que está a dizer não.

          O sr. Evangelista veio defender Coentrão. Curiosamente, nunca interveio quando situações mais graves ocorreram com futebolistas de outros clubes. O dito sujeito também babujou qualquer coisa relativamente a Nuno Gomes. Poderia ter mencionado, como declaração de interesse, que o atleta faz parte da sua direcção no sindicato dos jogadores e que, portanto, está a defender um dos seus.

          De Nuno Gomes também falou… Quim. Esse mesmo, o que falou duas vezes do Benfica: uma a propósito da vitória do clube que representa sobre o Glorioso para o campeonato e, agora, para dizer que o SLB está a tratar mal Nuno Gomes. Ressentimento, amigo, ressentimento! Temos pena, mas já não moras aqui.

Quarta-feira, 1 Junho, 2011

Matéria em dia

Filed under: Generalidades — pro.benfica @ 10:40

          Como seria de esperar, Miami abriu com uma vitória sobre Dallas a final da NBA. Falta saber se o triunfo será por 4 a 0, 4 a 1 ou 4 a 2.

          Luís Filipe Vieira deu uma entrevista à TVI, melhor dizendo um verdadeiro estenderete de asneiras e de inabilidade quase total para a comunicação. Nada que não se esperasse, mas sempre confrangedor (aquela tirada sobre a família… ai mãezinha…).

          Rui Costa só tem um caminho, na sequência da supra referida: demissão.

          Mas Rui Costa, era necessário que ficasse. Se compararmos as contratações em que esteve envolvido (Di Maria, Ramires, Salvio, etc.) com as de Jesus (Fernandez, Weldon, Kardec, Jardel, aquele gajo do Rio Ave, etc.), a coisa fica mais do que demonstrada.

          Coentrão está doidinho para voar em direcção a Madrid. Filipe Vieira já lhe deve ter ligado a dizer que se cale, pois o caxineiro parece mais oferecido do que algumas moças que ganham a vida ali pelas matas do Buçaco.

          A edição de hoje do “Record” afirma que o Benfica ainda não desistiu de Salvio, isto depois de o clube não ter exercido a cláusula de opção até ao dia de ontem, limite de que dispunha para tal. Ou seja, o jogador já não mora na Lux e não regressará, mas era preferível que Vieira dissesse claramente que não está para enfiar mais barretes (não que o jogador em questão o seja, mas pelo preço que o clube não pode pagar) oferecidos pelo Atletico de Madrid. Já basta o valor do Roberto.

Create a free website or blog at WordPress.com.