Pro.Benfica

Terça-feira, 8 Agosto, 2017

Joana Alvarenga

Filed under: Beleza Feminina — pro.benfica @ 14:53

JOANA

Anúncios

Domingo, 6 Agosto, 2017

O Videoárbitro (II)

Filed under: Arbitragem, Supertaça — pro.benfica @ 0:17

A sapalhada anda há milénios a clamar pela introdução do VA e das novas tecnologias no futebol, convencidos de que só assim voltarão a ganhar.

Pois bem, fizeram-lhes a vontade.

Melhor ainda: ao segundo jogo (com nova vitória do SLB) ajuizado pelo VA já estão a espernear. Um sapo de seu nome Rui Calafate, pelos vistos jornalista, já veio balir por uma pretensa grande penalidade não assinalada a favor dos vimaranenses.

A bola bateu no braço de Salvio. Artur Soares Dias consultou a dupla do VA. Esta deu-lhe indicação de que não havia razão para marcar falta. Os sapos grunhem.

Conclusão: o VA só é bom se – SE – os sapos de Lisboa ganharem. O VA só é bom se, das suas decisões, resultarem benefícios diretos ou prejuízos para o SLB. Fora isso, está mal.

Parafraseando o Cocas do Lumiar, bardamerda para a sapalhada!

Videoárbitro (I)

Filed under: Arbitragem, Supertaça — pro.benfica @ 0:05

Só o Benfica ganhou com o VA em vigor.

As vitórias – todas – dos outros – todos – são antes do dito. E esta, hein?

Sábado, 5 Agosto, 2017

Última hora: esgotado o «stock» de melão!

Filed under: Supertaça — pro.benfica @ 23:53

A CMTV está a noticiar que, imediatamente após as 23 horas, se esgotou todo o melão produzido em Almeirim.

Segundo consta também, está a ser consumido com enorme azia por sapos e piggys. O Cocas daqui a pouco rebenta e não há Tallon que lhe valha.

A Supertaça já cá canta!

Filed under: Supertaça — pro.benfica @ 23:51

3 a 1 ao Guimarães!

Um «voucher» do Jonas!

Uma SMS do Sferovic!

Um “e-mail” do Jiménez!

Tudo isto sob a batuta do sr. padre Pizzi.

Segunda-feira, 31 Julho, 2017

Interdições

Filed under: Benfica — pro.benfica @ 17:37

Surgiram recentemente notícias acerca da possibilidade de interdição do Estádio da Luz, segundo uns por causa de problemas de segurança, segundo outros por causa da «não legalização das claques».

Se a Lei exige a dita legalização, o Benfica deve chamar os rapazes e obrigá-los a cumprir o que está legislado. Se eles não quiserem, acaba-se com o apoio aos ditos.

Se a Lei é estúpida e inconsequente( e é!), lute-se posteriormente pela sua alteração.

Hoje, Vieira abriu a boca para, entre outras coisas, dizer que não tem conhecimento da existência de claques no Benfica, antes de «grupos de adeptos». Isto é… profundamente estúpido, para ser simpático. O homem pode jogar com as palavras (algo em que, manifestamente, não é bom), mas a realidade é que os NN e os DV funcionam, para todos os efeitos, como claques do clube.

Raramente abre a boca. E faz muito bem! Para dizer coisas como esta, que o faça na casa de banho. É lá o lugar da merd@.

Uma outra questão relaciona-se com a «utilidade» desta acção de legalização. De facto, para que serve? Na prática, está-se a legalizar um bando de criminosos e os seus crimes contínuos, praticados sob o olhar de todos sem quaisquer consequências.

O grunho que lidera a claque do FCP escreveu, há uns anos, um livro onde enumerou todos os crimes por si praticados, em conjunto com o gangue que o segue. O que sucedeu? Nada! Membros das claques agridem adversários e até adeptos dos próprios clubes. O que sucede? Nada! Membros das claques roubam, assassinam, traficam, agridem, intimidam. O que lhes sucede? Nada!

Então vão todos bardamerd@ com este assunto, pois não passa de um faz-de-conta para evitar agir forte e feio sobre esta malandragem.

Pré-temporada

Filed under: Pré-temporada — pro.benfica @ 17:32

Salvo erro, foram duas vitórias e quatro derrotas, uma por 5 a 0 com o Young Boys, outra por 5 a 2 com uma equipa B do Arsenal e a última 2 a 0 com a equipa B do Leipzig.

Mais do que as derrotas, o que incomoda é a ausência de futebol por parte da equipa.

Defensivamente, mais vale estar calado: saiu Ederson, ficou um crónico lesionado e um guarda-redes de segunda; à direita foi-se Nelson Semedo e ficou um ex-B e um Pereira que nem caule ainda tem; ao centro partiu Lindelof e ficou Jardel e Luisão, dois trintões (um quase quarentão); à esquerda há um miúdo bom ofensivamente, mas mais frágil defensivamente do que Eliseu.

Ofensivamente, estamos sempre dependentes do que Jonas, Pizzi e um ou outro conseguirem criar.

É pobre! É muito pobre! Tal como a inércia da direção e o comando técnico de Rui Vitória.

Sexta-feira, 16 Junho, 2017

A estratégia do Benfica

Filed under: Benfica, Luís Bernardo, Polémica — pro.benfica @ 20:13

Luís Bernardo, o diretor de comunicação do Benfica, expôs claramente a estratégia da direção:

  1. Não confirmar nem desmentir a veracidade, integralidade e integridade dos «mails», deixando a incumbência a quem ataca e às entidades competentes.
  2. Abrir as portas às entidades competentes para que consultem e investiguem  o que desejarem, instando os dois clubes que vestem à toldo de praia a fazer o mesmo.
  3. Esperar que as autoridades façam as suas investigações e, posteriormente, agir judicialmente contra quem o Benfica entender que prejudicou a imagem e o bom nome do clube.
  4. Lançar uma ou outra seta envenenada em direção aos rivais para os entreter nos intervalos da polémica.

Findo isto, tenho uma dúvida: há mais «e-mails» na forja? Efetivamente comprometedores?

Os “e-mails” do nosso contentamento

Filed under: Polémica — pro.benfica @ 1:05

Vamos por partes…

Pedro Guerra é um produto tóxico infelizmente ligado ao Benfica. Infelizmente também é o facto de ter apoio total de Vieira e de muitos dos adeptos e sócios do Benfica.

Porém, não é Guerra o único elemento nocivo na atual estrutura do SLB. Há mais entre os que rodeiam o atual presidente.

O MEU Benfica terá de ser um clube vencedor, afirmativo, impositivo, mas não feito de golpes menos claros ou obscuros. Prefiro não vencer do que o fazer por caminhos tortuosos. Não quero vigaristas no clube de que sou adepto e sócio. Quero gente íntegra.

Por falar em integridade, é óbvio que o agora conhecido traques, diretor de comunicação do Porto, é um sujeito ínvio, para ser simpático. O que a criatura tem vindo a fazer no caso dos “e-mails” é do mais miserável que existe. Nada de novo, no entanto, para quem não está de olhos fechados ao que se passa à nossa volta. A forma como passa a sua mensagem, truncando o conteúdos das mensagens e fazendo inferências no mínimo abusivas, revela a sua estatura enquanto pessoa (?).

Há grande arrogância no conteúdo de várias dessas mensagens. Há igualmente ligações e proximidades que são, no mínimo, dispensáveis. Há muito de pouco claro e bastante errado neles. Porém, do que já se conhece, onde há corrupção? Onde há tráfico de influências? Onde há a demonstração de que o Benfica tirou dividendos do que lá está escrito?

Outra pergunta: há mais «mails”?

Há “mails” que comprometem, de facto, o Benfica?

Do que se conhece, ninguém, em lugar nenhum do mundo, vai condenar quem quer que seja sob a acusação que imputam ao Benfica nos dias de hoje.

Não obstante, tudo isto é extremamente nocivo para o clube, porque, desde logo, está a arrastar o nome do SLB pela lama. E nos dias que correm, John Ford está mais do que atual: quando a lenda supera a realidade, publique-se a lenda. Já foi assim com Inocêncio Calabote, assim será com o presente.

A direção do Benfica tem estado num silêncio quase sepulcral. Quem não deve não teme. Por conseguinte, se a direção do SLB se enquadra neste contexto, espero que esse silêncio seja apenas o tempo necessário a preparar várias respostas ao que tem acontecido. Uma delas seria repescar tudo o que existe ao nível dessas comunicações e de as entregar, em mão, ao Ministério Público. Outra passará por processar judicialmente todos (sem exceção) aqueles que estão a arrastar o nome do Benfica para a merda em que se movimentam. Outra centrar-se-á, em tempo oportuno, na demonstração pública da cabala que procuram montar para NOS armadilhar.

Isto é o que pensa um benfiquista que não aceita nem crê noutra possibilidade que não seja a lisura de processos por parte dos dirigentes do Benfica.

Uma última nota: se, por inconcebível que seja, se vier a provar que alguém dentro do Benfica prevaricou e o clube fosse condenado à descida de divisão, este adepto e sócio estaria incondicionalmente ao lado da maior instituição desportiva nacional. O Benfica pode tropeçar e cair por ação humana, mas rapidamente se reerguerá para ocupar o lugar único que é seu.

Viva o Benfica!

Sexta-feira, 9 Junho, 2017

Curtas

Filed under: Balanço — pro.benfica @ 22:25

1.ª) O Porto caiu sob alçada da UEFA por causa do propalado «fair-play» financeiro. Que chatice! Se há coisa que aquela gente não percebe é o conceito de «fair-play». A juntar a isto, há quem não saiba sair no momento certo, provavelmente porque o exemplo de Sócrates, o político, deixa de sobreaviso muita gente.

2.ª) Por falar em «fair-play», no novo treinador dos azuis-e-brancos é o seu ex-atleta Sérgio Conceição, o sujeito que se desvincula (à bruta, forçando a saída) do Nantes um par de dias depois de ter prolongado o contrato com os franceses, alegando como razão a saúde da mulher. Fico-me por aqui, pois não tenho nada contra a senhora e muito menos lhe desejo qualquer mal, sobretudo de saúde (sua e dos seus), mas devo relembrar que Aquiles caiu em desgraça depois de desafiar as divindades olímpicas.

3.ª) Esta noite disputaram-se em simultâneo os jogos (do título) do Benfica em basquetebol e da seleção portuguesa em cascos de rolha. Liguei para a RTP1 um minuto durante o intervalo. Depois voltei para o… Porto Canal (sim, esse mesmo) para assistir ao resto do jogo da varridela. Agradeço muito o Euro 2016, mas não me peçam para gastar muito tempo com uma seleção de lambe-cus ao madeirense. O Éder é que se deve estar a rir, pois foi o herói da nossa vitória… ele e o beato Santos por ter apostado no homem. Pois bem, o bom do Éder está a gozar a sua lua-de-mel (e «gozar» é mesmo o verbo adequado) e faz ele muito bem. Obrigado, rapaz!

4.ª) O diretor de comunicação do Porto, um tal de Francisco José Traques, perdão Marques, trouxe à colação uns «e-mails» trocados entre Pedro Guerra (uma figura sinistra ligada ao Benfica) e o ex-árbitro Adão Mendes, carregados de metáforas de cariz religioso que o sujeito ligado ao clube condenado por corrupção afiançou constituírem o destacar da careca de um esquema de corrupção patrocinado pelo Benfica ao nível do futebol sénior. E acrescentou que tem mais carecas ainda para destapar. Força aí, Traques! Eu estou contigo! Entretanto, levanta-se outro problema, que é o da obtenção dos ditos «e-mails». Parece que houve piratice de alguém para os obter. Qual a novidade? Num clube habituado a operar a partir de processos tudo menos lícitos, esperavam o quê?

Older Posts »

Site no WordPress.com.