Pro.Benfica

Sexta-feira, 9 Junho, 2017

O campeão voltou!

Filed under: Basquetebol, Benfica, Carlos Lisboa — pro.benfica @ 21:45

 

benfica.jpg

O Sport Lisboa e Benfica, comandado pelas suas velhas glórias Carlos Lisboa e Carlos Seixas, alcançou o sétimo título nacional nos últimos nove anos.

Anúncios

Quarta-feira, 30 Maio, 2012

Carlos Lisboa… e o esterco

Filed under: Basquetebol, Carlos Lisboa — pro.benfica @ 22:50

O gesto e a afirmação de Carlos Lisboa no pavilhão do FC Porto, após o triunfo no 5.º jogo do «play off», são feios e reprováveis, independentemente dos motivos que o levaram a tal e a pessoa ou pessoas a quem foram dirigidos. Sobre isto, não pode haver dúvidas nem hesitações. A propósito, foram lamentáveis as declarações de Rui Gomes da Silva no programa da SIC Notícias, procurando desmentir ou ser jocoso perante as imagens, inequívocas.

Agora, nada disto justifica o que se passou a seguir no pavilhão nem as reações que se produziram desde o dia do desafio. Quanto às portistas, o melhor é passar adiante, pois dali, com raras exceções, nada se pode esperar de racional ou positivo. Relativamente às de alguns (poucos) benfiquistas, espanto para o modo como tratam, implacavelmente, o atual treinador do SLB e uma das maiores figuras do clube. Depois, há a dos sportinguistas, como a de Eduardo Barroso, que escreveu, tão-só, que Carlos Lisboa não tem lugar no desporto nacional.

Não é hábito deste escriba fazer uso de palavrões, uma moda tão em voga na blogosfera, mas hoje abro uma exceção e quero mandar Eduardo Barroso, o adepto sportinguista, separando os papéis que ele desempenha na nossa sociedade como ele gosta de fazer, e todos os demais que produzem opinião deste género sobre o incidente e Carlos Lisboa, quero mandá-los, repito, para a puta que os pariu (com todo o respeito pelas respetivas progenitoras, esperando que compreendam o valor metafórico da afirmação).

Este adepto considera os homens responsáveis pelo putedo, fruta, quinhentinhos e outras merdas corruptas do género dignos de permanecerem no desporto português.

Considera os adeptos que incendiaram um estádio dignos de permanecerem no desporto português.

Considera os adeptos que cuspiram e deram uns cachaços, certamente amigos, no árbitro do final da Taça de Portugal de futebol dignos de frequentarem os nossos estádios.

Considera-se – a si próprio, passe a redundância -, enquanto presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting, digno do desporto português quando se negou a cumprimentar o árbitro da final da Taça de Portugal, a tal que perderam para a Académica, cujo presidente foi condenado a seis anos e picos de cadeia.

E por aí fora…

Portanto, na pessoa de Eduardo Barroso, quero mandar para o caralho todos os cretinos e hipócritas que se pronunciam, nestes termos ou similares, sobre o maior basquetebolista português de todos os tempos, face a um episódio lamentável, mas apenas isso, enquanto pactuam com a corrupção, o putedo, o cinismo, a baixaria, o roubo descarado. É tempo, também, de alguém da estrutura benfiquista sair a terreiro em defesa – lúcida – do treinador.

Espero que tenha sido uma vez sem exemplo.

Quarta-feira, 23 Maio, 2012

Benfica campeão de basquetebol

Filed under: Basquetebol — pro.benfica @ 22:52

O Benfica foi vencer o 5.º e último jogo do play off ao pavilhão do Dragão, arrancando um triunfo por 56 – 53, na presença de milhares de adeptos azuis e brancos e do presidente do clube.

Espero que a comitiva vermelha consiga sair viva do Porto.

Desta vez, o salão de festas foi o Dragão e do BENFICA.

Os meus parabéns e a minha alegria dirigem-se a Carlos Lisboa, um símbolo do clube que foi multicampeão enquanto atleta e, agora, finalmente, campeão enquanto treinador.

Parabéns, grande Lisboa! No domingo cheguei a perder a fé, sobretudo porque não estavas dentro da quadra, porque, se aí ainda pudesses estar, teria poucas dúvidas de que ganharíamos.

Sexta-feira, 17 Junho, 2011

P.S.

Filed under: Basquetebol, Dirk Nowitzki, NBA — pro.benfica @ 1:00

          Ainda relativamente ao «post» anterior… Aprecio tanto o esforço de Cuban e Nowitzki que trocaria o título do Benfica este ano pela final da NBA para os Mavs. Alguém parece ter lido o meu pensamento.

Merecidíssimo

Filed under: Basquetebol, Dirk Nowitzki, NBA — pro.benfica @ 0:56

          Os Dallas Mavericks venceram o seuprimeiro título da NBA.

          É mais do que merecido, especialmente para duas figuras: o grande alemão Dirk Nowitzki e o dono da equipa, Mark Cuban. Foram, finalmente, recompensados.

          Há um ano, LeBron James concluiu que, sozinho, não conseguia o anel de campeão e decidiu abandonar o seu «time» de sempre para se juntar a outras duas mega-estrelas. Nowitzki, que também era «free agent», decidiu permanecer e assinar um novo contrato, recebendo menos, com o único fito de oferecer o título máximo da NBA à cidade e aos adeptos que o idolatram há mais de uma dezena de anos. E conseguiu-o.

Sexta-feira, 3 Junho, 2011

Benfica perdeu

Filed under: Basquetebol — pro.benfica @ 22:22

          O Benfica perdeu o título nacional de basquetebol para o Porto. Como as coisas se estavam a passar, era expectável que tal acontecesse. Quem jogou em casa ganhou sempre.

          Após a derrota, soube muito bem ouvir Henrique Vieira, que não se desculpou com a arbitragem e afirmou que o Porto tinha uma grande equipa, logo mereceu o título.

          Assim se marca a diferença. Muito bem!

Quinta-feira, 2 Junho, 2011

Shaq já não mora junto às tabelas

Filed under: Basquetebol, NBA — pro.benfica @ 1:53

 

          Depois de Michael “Air” Jordan, é o segundo maior jogador que vejo partir. E isto diz tudo.

Quinta-feira, 13 Janeiro, 2011

Ainda LeBron

Filed under: Basquetebol, LeBron James, NBA — pro.benfica @ 17:25

          Foi isto que LeBron escreveu.

          Tinha-me escapado aquela referência à divindade. Curiosamente, como o King-God vomitou, Deus parece que não dorme, efectivamente, e decidiu abrir os olhos a ver. Ontem, os Heat foram derrotados pelos Clippers.

          «A filthy mouth is a b****!»

Tuitadas

Filed under: Basquetebol, LeBron James, NBA — pro.benfica @ 1:56

          Há uma «coisa», entre outras, que me irrita solenemente nas pessoas em geral e, no caso, nos desportistas em particular: arrogância.

          LeBron James anda «inquieto» a propósito da razão que leva pavilhões sucessivos a assobiarem-no sempre que ele joga fora de casa. Alguém lhe deveria explicar (creio que já o fizeram; ele, provavelmente, é que não quer compreender ou não sabe) que essa atitude dos expectadores se fica a dever à troca, no Verão passado, dos Cavs pelos Heat – nomeadamente à forma como o fez, ao estilo de um romance policial série B de Hollywood – e à forma arrogante (e infantil) como se comporta em campo e fora dele.

          O seu último vómito ocorreu ontem, quando «tuitou», após a derrota humilhante sofrida pelos Cavs diante dos Lakers, que o «karma» é uma coisa tramada e mais qualquer merdelhice, procurando, assim, vingar-se da forma como os fãs e a organização dos Cavs reagiu à sua saída.

          Ninguém se lembra de ouvir pavilhões a assobiar «Magic», Bird, Shaq, Chamberlain, Jordan, etc., etc., etc. Pelo contrário, quem tem idade suficiente recorda-se da forma como Michael Jordan, o maior jogador da NBA de todos os tempos, foi aplaudido, de pé, durante largos minutos em diversos casos, nos pavilhões onde jogava com os Wizards no último ano da sua carreira, numa despedida sentida do seu génio e de  reconhecimento do seu talento e do que trouxe ao jogo e ao desporto.

          LBJ trocou o número (23) da sua camisola este Verão. Fez bem: as suas atitudes, o seu comportamento não honram o homem que o notabilizou: o tal Jordan.

Domingo, 26 Dezembro, 2010

Lakers – 80 Heat – 96

Filed under: Basquetebol, NBA — pro.benfica @ 1:23

          Que lição Miami deu em Los Angeles, com um triplo-duplo de LBJ!!!

          Mas, atenção!, já quando nos Cavs ele dava shows destes e no final… outros triunfavam.

Older Posts »

Site no WordPress.com.